Como Surgiu o Fogão?

Fevereiro 24th, 2010

Durante milhões de anos, o homem cozinhou em fogueiras. No tempo dos romanos, os mais ricos começaram a cozinhar o pão em fornos de tijolos, mas as fogueiras continuaram a ser utilizadas na preparação dos alimentos.

O fogão propriamente dito, ou seja, um aparelho fechado, aquecido por combustível sólido, foi usado pela primeira vez pelos colonos americanos no seculo 17. Nas fundições de ferro da Pensilvânia, aproveitando-se o material, foram construídos fornos de ferro simples que, apesar de eficientes, ainda eram raros.

fogao-fechado

Foi só em 1798 em Munique, na Alemanha, que Benjamin Thompson conseguiu fabricar fogões sofisticados com fornos de chapa metálica envolvidos numa estrutura de tijolos. Já o milionário americano Philo Penfield registrou, em 1834, a patente do seu fogão Oberlin, um fogão de ferro a lenha com várias placas de aquecimento e um forno elevado.

Daí para frente, o fogão só evoluiu. Em 1889, foi utilizado pela primeira vez um fono eletrico, que utilizava energia de um gerador acionado por uma hidroeletrica na suiça. Em 1915, com a invenção do termostato, passou a ser possível controlar a teperatura dos fogões. E os fogões que  hoje, surgiram em 1924. Neste ano, o físico sueco Gustav Dalen patenteou o eficiente fogão Aga, que podia mediante tranfomação queimar lenha, carvão, petroléo ou gás.

O Fogão contribui muto para o desenvolvimento da culinária em todo o mundo. Mas isso, depende muito de quem esta diante deles. Afinal, nós sabemos que para cozinhar, é preciso criatividade, bom gosto, conhecimento e curiosidade!

Hoje em dia, existem milhões de marcas e tipos de fogões, muito modernos e sofisticados! Cada um mais lindo que o o utro, depende só do gosto de cada um para fazer a escolha!


2 comentários em “Como Surgiu o Fogão?”

  1. giulia diz:

    obrigada pela ajuda no meu trabalho de portugues

  2. Neyma diz:

    Muito obrigada pela ajuda no meu trabalho de Visual

RSS feed para os comentários a este artigo. And trackBack URL.

Deixe seu comentário